Home Lista de Material Fotos Videos Calendário Curso Técnico Contato
 
 
 

HISTÓRIA

 
 



Fundado a 4 de fevereiro de 1965, o Externato Padre Luiz Tezza é mantido pela Associação Filhas de São Camilo, congregação religiosa que atua na área da saúde, desenvolvendo suas atividades em hospitais, ambulatórios, casas de repouso para idosos, pastoral da saúde e escolas de enfermagem. Esta congregação tem como fundadores os bem-aventurados Padre Luiz Tezza e a Madre Josefina Vannini. 

As primeiras turmas de pré-escola e primário iniciaram suas aulas em 23 de fevereiro de 1965. Em 1972, passaram a oferecer todas as oito séries do então chamado 1.º grau.

De 1978 a 1985, ofereceu-se também o curso Técnico de Enfermagem em nível de 2.º grau.

Atendendo uma nova demanda, entre 1985 e 1995, em substituição ao técnico, foi oferecido o Auxiliar de Enfermagem.

Em 21 de dezembro de 1998, foi conferida ao TEZZA a certificação da qualidade ISO 9000.

No ano de 2007, o ELT – Externato Padre Luiz Tezza passa a se denominar Colégio Padre Luiz Tezza e adota o nome TEZZA para identificação mais rápida. Volta-se a oferecer a Educação Infantil e inicia-se o Ensino Médio em 2008. 


Oração


Ó Deus de amor, que enviastes ao mundo
o vosso Filho para proclamar a Boa Nova
da Salvação e curar toda espécie de doenças e enfermidades do corpo e da alma, dignai-vos glorificar o vosso servo Padre Luiz Tezza, que chamastes para continuar a missão do Cristo Misericordioso, no serviço aos doentes. Que seu exemplo de caridade nos ensine a amar-vos e servir-vos na pessoa dos irmãos sofredores, e, por sua intercessão, concedei-nos a graça que vos pedimos…

Por Cristo, nosso Senhor.

Amém 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


NOSSO PATRONO

Nasceu em Conegliano, Itália, no dia 1.º de novembro de 1841.

Filho de pai médico, ficou órfão aos 8 anos, mas teve tempo de vivenciar a dedicação do pai aos pacientes. Sua mãe estabeleceu-se em Pádua,  em 1853, para permitir ao filho que prosseguisse nos estudos.  

Já em 1855, Luís manifestou pela primeira vez o desejo de consagrar-se a Deus. Sua mãe também decidiu consagrar-se religiosa, vocação trocada pelo matrimônio e retomada na viuvez. Luiz, tendo pronunciado seus votos religiosos na Ordem dos Ministros dos Enfermos, foi ordenado padre no dia 21 de maio de 1864. Profundo imitador de São Camilo, sonhava com a criação de um instituto feminino, que com maior  naturalidade poderia atender aos doentes.  Uma fundação que pudesse oferecer aos pacientes um tratamento de característica “afeição maternal”,  conforme desejava seu fundador. Zeloso e exemplar sacerdote camiliano, projetou fundar na Igreja um instituto religioso feminino que se dedicasse, também com voto especial, à assistência aos doentes.     

No dia 2 de fevereiro de 1892, deu início à Congregação das Filhas de São Camilo, em colaboração com a jovem Judite Vannini — depois, Madre Josefina — que se tornou co-fundadora, para a assistência aos doentes, mesmo com risco de vida.
Ciência e piedade foram as suas características principais. Homem de grande fé e abandono à vontade de Deus, constante afabilidade e caridade para com todos, de modo especial para com os doentes pobres, na Itália, França e Peru.

Faleceu em 26 de setembro de 1923, em Lima, no Peru, onde durante 23 anos desenvolveu um intenso trabalho apostólico, em Hospitais, residências, prisões e em vários institutos religiosos e seminários como diretor espiritual, “amado por todos como pai e venerado como santo”.

ASSOCIAÇÃO FILHAS DE SÃO CAMILO 

Desde 1922, os religiosos da Ordem dos Ministros dos Enfermos, os padres camilianos já executavam seu trabalho no Brasil, na cidade de São Paulo. Sentiam a necessidade do auxílio das Filhas de São Camilo no objetivo de cuidar dos enfermos.  Em 1937. chegou ao Brasil o Pe. Domingos Gava que reuniu vocacionadas dando-lhes formação e incentivando seus estudos religiosos. Muitas vocações foram encaminhadas para congregações com distintos carismas.

Como não havia por aqui congregações voltadas para a saúde, buscou ligar as vocacionadas para este segmento a uma congregação camiliana. Solicitou à Madre Geral das Filhas de São Camilo a autorização para estabelecer a ordem no Brasil com as cinco primeiras moças que demonstravam estar preparadas, contudo, ela negou por falta de religiosas para enviar para cá.  Tentou, então, as Ministras dos Enfermos de São Camilo; obteve aprovação, mas, já era 1939 e o Brasil e a Itália interromperam relações diplomáticas e não se consumou a vinda das religiosas. Novamente, Pe. 

Domingos escreveu à Madre Geral das Filhas de São Camilo solicitando permissão de enviar suas candidatas à ordem na Argentina para que conseguiu a aprovação. No dia 25 de junho de 1946, voltam ao Brasil acompanhadas da Irmã Maria Samuela de Peppe, italiana que estava na argentina, enviada para ser a Superiora da congregação no Brasil, e as cinco primeiras filhas de São Camilo brasileiras: Ir. Maria Camila, Ir. Maria Aparecida, Ir. Maria Josefina, Ir. Maria Luísa e Ir. Maria Cecília. Hoje estão espalhadas em oito estados pelo Brasil.

 


 
O Colégio
  História
Filosofia
Infra estrutura
Atividades extracurriculares
  Judô
Capoeira
Dança
Teatro
Musica
Ensino
  Educação Infantil
Fundamental I
Fundamental II
Periodo Integral
Esino médio
Cursos noturnos
Eventos
Técnico de Enfermagem
Contato

 
   
Rua Henrique Braglia, 197 / Parada Inglesa
Central de Atendimento (11) 2950-1954
Copyright Colégio Tezza Todos os Direitos reservados
Desenvolvido por MegaInter